Como o Líder OKR pode determinar o sucesso de sua empresa

Líder OKR

Assim como todos os projetos dentro de uma empresa, a metodologia OKR, quando implementada, deve estar muito bem alinhada com todos os participantes do processo.

Como a organização inteira deve estar envolvida na formulação e acompanhamento das metas, é vital que a cultura OKR seja disseminada amplamente.

Diante deste contexto surge uma figura essencial para assegurar o sucesso da ferramenta: o Líder OKR!

Por que o Líder OKR é tão importante para minha empresa?

Como já sabemos, a essência dos objetivos e resultados-chave é potencializar os resultados da empresa, através de pilares como comunicação, alinhamento e colaboração.

Mas como posso assegurar que a metodologia será efetiva em minha empresa?

É a partir deste ponto que devemos pensar no Líder OKR: ele é essencial para certificar que todos os processos e rituais sejam aplicados de forma eficiente e integrados à cultura da empresa.

Gostaríamos de reforçar a ideia de que não é necessário criar um departamento específico para fazer a gestão dos OKRs. A intenção da metodologia é justamente evitar burocracias e tornar o processo menos complexo.

A gestão dos OKRs deve ser o mais simples possível, não interferindo o progresso dos times e da empresa.

No início do processo podem haver alguns colaboradores relutantes à mudança, e por isso é vital que haja figuras de referência para promover a motivação e engajamento diante das metas estabelecidas.

Como os primeiros ciclos são de aprendizagem, este especialista deve acompanhar todo o processo de perto para mitigar eventuais problemas.

Mas não se preocupe, com a maturação da empresa em relação à gestão dos objetivos, é bastante provável que a cultura dos OKRs torne-se orgânica ao longo do tempo.

 

Quem pode ser este especialista?

Para ser um líder OKR, é necessário que a pessoa entenda muito bem sobre a empresa e suas respectivas áreas. E é claro, ser um fã dos OKRs, já que será responsável por facilitar a gestão deste processo como um todo.

Dependendo do tamanho, necessidade e/ou maturidade da empresa, recomendamos que haja mais de um especialista deste porte na companhia, a fim de potencializar a atuação da metodologia.

É importante que estes colaboradores tenham perfil de liderança, se colocando à frente do processo. Seu trabalho diferencia-se dos gestores, pois não interfere na atuação dos times, mas sim em como a gestão dos OKRs está sendo feita.

Por isso recomendamos que os líderes sejam também pacientes e observadores, tendo boa sensibilidade para antecipar e lidar com áreas de resistência.

 

Quais são as principais atribuições destes colaboradores?

A principal missão dos Líderes OKR é atuar como Agentes de Mudança, disseminando a cultura OKR na empresa e garantindo o bom andamento de todos os rituais relacionados à metodologia: a Timeline (rituais).

Parte fundamental da Timeline, as reuniões de check-in são o principal termômetro da metodologia dentro da empresa. A partir delas, entendemos se a gestão dos objetivos é eficiente ou se há necessidades de ajuste.

Elas são feitas semanalmente com o intuito de identificar o progresso da empresa, de cada área e indivíduo. O Líder OKR deve garantir que estes encontros sejam feitos na cadência correta, auxiliando em sua condução.

Antes de aprofundarmos sobre os rituais dos OKRs, listamos algumas outras atribuições (não menos importantes!) destes especialistas:

  • Atuar como coach interno dos OKRs, a partir do suporte e treinamento dos colaboradores;
  • Ser o ponto de contato dentro da empresa para todos os assuntos relacionados a OKR;
  • Assegurar a qualidade dos OKRs, entendendo se eles são claros e mensuráveis para todos;
  • Suportar o alinhamento entre os times, garantindo o equilíbrio das metas e calibragem dos KRs;
  • Garantir que os times estão acompanhando e atualizando as metas;
  • Integrar novos funcionários à cultura dos OKRs.

Não podemos esquecer também que estes especialistas são o principal canal entre empresa e o seu consultor OKR. Aqui na CoBlue temos uma área de Customer Success dedicada para atender todas as dúvidas sobre a metodologia – usem e abusem deste recurso! 🙂

 

Mas afinal, quais são os processos fundamentais para garantir a boa execução das metas?

Para o funcionamento eficiente dos OKRs, recomendamos alguns rituais a serem feitos pela empresa, constituindo a Timeline para cada ciclo:

1) Reuniões de check-in semanal

Têm a finalidade de analisar e discutir o andamento dos objetivos. Como já falamos, devem ser feitas a cada semana – separe uma data fixa para fazer isto, deverá ser uma hora “sagrada” para todos da equipe.

Recomendamos que dure no máximo 15 minutos e seja feita em pé para evitar dispersões – fatores como comportamento devem ser discutidos em outro momento. Cabe aos Líderes OKR “interferirem” caso a reunião esteja sendo improdutiva e fora do foco.

No caso de divergências, recomendamos que seja feito um feedback pontual pelo gestor em relação os OKRs do colaborador.

Além disso, devem assegurar que as metas sejam atualizadas antes da reunião, facilitando a condução do encontro e a discussão do progresso dos OKRs. Os especialistas devem controlar a produtividade do encontro, certificando-se de que todas as expectativas estejam alinhadas.

2) Reuniões de mudança de trimestre e de ciclo (anual)

Ao fim de um período (trimestral) ou ciclo (anual), é importante que sejam feitas reuniões para entender os resultados alcançados e discutir o que foi aprendido, além de realinhar as prioridades do negócio.

Em resumo, primeiramente deve ser feita uma reflexão do período/ciclo anterior (como a empresa e os times performaram?). O segundo passo é definir as diretrizes para o próximo trimestre/ano e por fim, criar os objetivos a níveis organizacional, departamental e individual.

Os Líderes OKR devem conduzir as reuniões auxiliando os times e colaboradores a evoluírem seus OKRs com base nas lições aprendidas.

3) Definição dos OKRs

A definição dos OKRs é um ponto muito crítico a ser levado em consideração. Os Líderes OKR devem ter uma participação ativa neste processo, pois como “evangelizadores” da metodologia, podem auxiliar todos os colaboradores e equipes a potencializar seus resultados.

A partir de um bom treinamento, os especialistas podem auxiliar na seleção das melhores métricas e definição de linguagem, entendendo os pontos de convergência entre cada equipe e calibrando os OKRs em geral para gerar equilíbrio.

É importante relembrar que a implementação dos OKRs é baseada em acertos e erros; o especialista não é obrigado a ter todas as respostas sobre a ferramenta. É um processo de muito aprendizado para a empresa em geral. Logo, não devemos ter medo de falhar.

 

Quer saber mais sobre OKR? Baixe gratuitamente nosso Guia Definitivo ou agende uma conversa com nossos especialistas para tirar suas dúvidas clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *